• 01
  • 02
  • 03
  • 04

Últimas notícias


Presença, Relacionamento e Conexão. Por Carolina Denardi

Conhece um casulo de bicho-da-seda? Pois bem, resolvi compartilhar em imagem o meu.



Acredite, há exatos 14 anos guardo este casulo, como se uma espécie de mascote ou amuleto, que ganhei quando cursei Jornalismo na Moda, em 2006.



Tenho um carinho por ele... talvez pela simplicidade e, ao mesmo tempo, por tudo que um casulo possa representar...Em parte, também, porque é simbólico, considerando a singularidade da seda, o processo individualizado da extração do fio até a trama do tecido e, claro, passando pelos questionamentos quanto a produção, a necessidade/ consumo e a relação do prazer em tocar e sentir a seda pura.



Fato é que quase nem olhei para o meu casulo em 2019. E ele lá ficou... O ano passou... E, de repente, não mais que de repente... eis que olho para ele e praticamente acontece uma Conexão.



Nesses anos todos em meu escritório junto aos clips, canetas e outras ferramentas de trabalho, alguns dias nem lembrei que ele existe, outros me vi olhando para ele e pensando na proteção do casulo, na razão de ele estar ali e eis que seguimos na nossa Relação!



Coincidência ou não, o bicho- da-seda está mais atual que nunca: tem origem na China, requer um período em casulo (leia-se isolamento) até que a transformação aconteça... Mas, esse é um outro processo, para uma outra conversa....



Aqui, na verdade, estamos falando em Presença, Relacionamento e Conexão.



Estar inteiro, Presente, em ess√™ncia, faz toda a diferen√ßa. E de alguma maneira o isolamento nos trouxe isso. O pr√≥prio fen√īmeno de alguns dias atr√°s, das imagens bel√≠ssimas do p√īr do sol postadas nas redes sociais, ganhando primeira p√°gina no jornal, demonstra um pouco disso. Quantos outros t√£o belos quanto j√° n√£o vimos, mas n√£o assistimos ou melhor dizendo, enxergamos?



√Č o Relacionar presencialmente ou √† dist√Ęncia, mas Presente. Conhecendo com quem estamos falando e queremos falar.



Se há Presença e há Relacionamento, há Conexão. Podemos até chamar de engajamento, usando a palavra da vez.



Conhecer com quem estamos falando, praticar a empatia e nos nortear pelos nossos objetivos versus os objetivos e interesses dos outros é o motor propulsor para conquistarmos nossos espaços, ampliar nossos negócios, vender mais e, claro, com a ajuda da tecnologia, das redes e das ferramentas disponíveis a Conexão e o Relacionamento são fatos.



Mas, onde quero chegar? Na verdade, acredito em coincidências e se hoje, por alguma razão, me senti chamada a fotografar meu ovo de bicho-da-seda e escrever este texto é porque, com certeza, existe uma razão para eu compartilhar essa história e alguém para lê-la.



Obrigada a você, que chegou até aqui

Fonte: www.cdcomunica.com.br




Linkedin